o fracasso do padeiro…

Quando se decide ingressar na arte de fazer pães, o desafio parece intransponível!!!!!!
Arranjamos as mais diversas desculpas, e ficamos paralisados muitas vezes…
Mas, mesmo os padeiros mais experientes tem seus dias de fracasso.

E ontem foi o dia do fracasso do padeiro aqui em casa… Todos os fermentos da casa estavam Mortinhos da Silva… Tanto o fermento fresco, como o seco ou instantâneo estavam definitivamente mortos!!!!
Somando o que foi gasto para fazer dois pães integrais de 900g com sementes, perdemos R$4,26 incluindo a energia elétrica…

Pelo menos onde moro, UM pão de mesmo peso e nível do que preparamos em casa custaria R$11,00.Ou seja, mesmo que dê errado, se precisar de quatro tentativas para acertar um pão, ainda assim é menos do que eu gastaria para comprar um único pão!!!!!

Imagine duas tentativas de pão no mesmo dia, e as duas fracassadas!!!!! Mesmo assim, os pães não se perderam… Foram transfomados em “farofa”, com azeite, orégano e sal para serem servidos sobre salada de folhas!!! Muito, muito bom!!!!

Compramos fermento novo e… e o que fazer com o medo de errar novamente?????

Encará-lo!!!!!!!!

Não seria melhor desistir e comprar pão, pelo menos até passar a urucubaca? Prá mim, a resposta é um sonoro: NÃÃAÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

E sabe por que? Porque fugir de uma situação é como fechar a porta de determinado quarto da nossa casa por termos ouvidos barulhos que não reconhecemos. Até que um belo dia estaremos confinados a dois ou três cômodos, mesmo tendo uma casa inteira a nossa disposição…

Anúncios
Esse post foi publicado em experiências e marcado , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para o fracasso do padeiro…

  1. Estou temendo fazer pão integral…ontem, quaaase tentei. Não tenho me acertado com esse tipo e nem sei dizer se é o clima, os ingredientes ou a minha falta de jeito..Mas vou tentar. Tem alguma receita simples para compartilhar?

  2. Katia disse:

    Eu já colecionei vários fracassos :(((

  3. Ka disse:

    Estou meio sensivel, chorei com a história do pão!

  4. Finalmente encontrei pessoas que gostam de fazer pão! Faço toda semana, diferentes receitas e ingredientes, alguns não bem sucedidos mas estou me aprimorando. Minha ultima aquisição foi BRead -a baker’s book of techniques JEffrey Hamelman uma verdadeira aula de química/bioquímica do pão…me faz sentir na faculdade.Katia Bradasch, como conheço seu lado cientista ira gostar desse livro.
    Eli, provavelmente não me conhece, estive em sua casa muitos anos atrás com Margot e fizemos muuuuitos quilos de macarrão e lasanha. Parabéns pela iniciativa de repartir com todos suas experiências!

    • baudavoeli disse:

      Realmente está difícil achar a “gavetinha” onde eu guardei a Maria Lucia, hehehe
      Muito obrigada pela dica do livro, tb vou procurar!!!! Meu marido é o atual padeiro da casa: é todo metódico nas medidas…
      Assim que o pão volte a dar certo, eu partilho a receita…
      Esse episódio deve servir para me deixar um pouco mais humilde… hahahaha Abraço prá vc.
      Observação: tenho substituído parte da farinha da lazanha e macarrão por farinha de aveia e o resultado tem sido muito bom!!!!!

      • Também sou bem metódica nas medidas, uso balança, colher padrão, temperatura da água, acho que éo mal de engenheiro…a cozinha é meu laboratório! rsrs
        Vi seu último post e me identifico com frustrações de se usar a máquina, uso por mais de cinco anos, já estou na segunda! Mesmo seguindo o manual algumas receitas não dão certo, não crescem, crescem demais e grudam na tampa, ou ficam com casca muito grossa. Foi quando decidi usar a maquina para preparar a massa, deixar crescer em gaveta aquecida e usar forno tradicional e comprei o livro acima pra entender mais da “coisa”. Um detalhe da máquina, quando está muito frio (quase sempre aqui em NZ) é bom passar água quente no container antes de colocar os ingredientes.
        O pão 50% integral (na maquina) dá certo sempre, é o que faço com mais freqüência.
        Com relação a macarrão, gostaria muito de fazer, mas meu tempo é meio restrito, talvez um dia eu me aventuro…o que fiz algumas vezes e ficou muito bom foi pierogui.
        Não deixe de compartilhar as receitas!
        Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s