Velhos desafios, novas perspectivas…

Filhos são mesmo uma benção na nossa vida!!! Depois que crescem, tornam-se ainda mais especiais, pois ganhamos relacionamentos adultos, maduros e de igual para igual.

Conversando com uma das filhas, ela comentou sobre um palestrante indiano… (Assim que souber detalhes sobre ele, eu posto aqui).
Uma das coisas que esse homem se referiu foi que muitas vezes desejamos alcançar alguns objetivos, mas ficamos parados, estáticos, por não ter a disponibilidade de tempo que precisamos. Falava ele sobre uma moça que desejava exercitar-se tres vezes por semana, mas como não dispunha de todo esse tempo, nem se atrevia a começar. O conselho dele era que ela começasse a exercitar-se uma vez por semana, e ir abrindo espaço na agenda na medida do possível.

Achei um conselho muito sábio! E me pus a pensar em quantas coisas queremos fazer tão bem feitas, que nunca são executadas.

Há muitos anos atrás, fui incentivada por um amigo a começar a ler livros em inglês. Claro que no início, eu não conseguia ler nem uma página inteira por dia, de tão curto que era meu vocabulário… Mas, com o tempo, fui ficando mais atrevida.

Há uns dois meses atrás, decidi ler Os Miseráveis, em inglês, afinal, eu conhecia a história e isso certamente me facilitaria a vida…

Foram necessários mais de tres meses para ler o livro. Comentei com meu marido que eu pulei mais ou menos 20% do livro, por pura curiosidade, afinal, o autor pára a história em situações de perigo iminente para contextualizar o que vai acontecer adiante. Por absoluta falta de vocabulário, perdi outros 10% da leitura.

Mesmo assim, tenho certeza que aproveitei muito mais do que encontrei em português disponível na internet, um PDF de 87 curtas páginas. Percebi que com todas as limitações da língua que possa ter, foi-me acrescentado muito mais do que a simples e resumida leitura em português.

Lembrei do palestrante indiano, e fiquei feliz comigo mesma, de saber que embora a minha leitura não tenha sido num nível de compreensão tão excelente quanto gostaria que fosse, acrescentou muito mais conhecimento do que poderia esperar.

Meu objetivo aqui é incentivar vc que me acompanha, ou que caiu de paraquedas nesse espaço, a repensar seus sonhos e objetivos.

Não pense que tem idade demais para tornar realidade um sonho antigo. Não pense que está tarde demais para dar os primeiros passos em uma nova direção. Ou para começar uma atividade nova, ou um novo aprendizado.

Não sabemos quanto tempo ainda nos resta, independente de quantos anos nós tenhamos. Podemos partir amanhã, ou daqui 5, 10, 20, 30, 40 anos ou até mais… Quem sabe?

Recomeços são sempre saudáveis. Desafios vencidos nos asseguram que ainda temos forças para continuar. Nos mostram que ainda estamos vivos e somos capazes de superar as dificuldades.

Estar vivo sem viver nos coloca mais perto de morrer…

Anúncios
Esse post foi publicado em experiências, Família, fora da cozinha, Relacionamento e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Velhos desafios, novas perspectivas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s