Mini-pizza

Um dos grandes ganhos da minha festa de comemoração de 60 anos foi descobrir que mini-pizza é algo que perfeitamente factível!

A festa preparada pelo marido e pela filha estava irrepreensível, pelo menos aos meus olhos!
Pude dar aos amigos uma experiência em salgados integrais, (feitos carinhosamente pela outra filha), bolo sem farinha de trigo e pouco açúcar, ( feito carinhosamente por uma amiga querida), e docinhos artesanais.

Mas como ia dizendo, entre outros ganhos, a mini-pizza foi uma tremenda descoberta prá mim. Um petisco que agrada o coração das crianças, alegra o paladar de adultos, requer poucos ingredientes, é saudável, fácil e rápido!

A receita é simples!

Ingredientes para mais ou menos 60 unidades:
Aproximadamente 1 kg de farinha de trigo (integral, de preferência).
1/2 envelope de fermento instantâneo
1 colher de chá de mel
1 colher de sobremesa de sal
3/4 de xícara de óleo, ou azeite de oliva

Para o molho
3 a 4  tomates maduros
1/4 de xícara de azeite de oliva
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de orégano seco, esfregado entre as palmas das mãos

Misture meio envelope de fermento instantâneo em 500g de farinha e reserve.
Coloque numa bacia 500ml de agua morna, 1 colher de sobremesa de sal,
1 colher de chá de mel, e 3/4 de xícara de óleo e mexa.
Acrescente aí a farinha misturada com fermento e mexa até ficar homogêneo.
Aos poucos, vá acrescentando farinha até que a massa não grude, sem enterrar os dedos na massa, apenas amassando com o punho.
Deixe descansar por no mínimo uma hora. Divida a massa em 4 porções, faça bolas e deixe crescer novamente por mais meia hora.
Ligue o forno para aquecer, na temperatura mais alta.
Numa superfície enfarinhada, abra a massa até a altura desejada, corte as mini-pizzas no tamanho conveniente com um copo ou cortador.

Espalhar o molho de tomate crú, e levar ao forno quente, numa prateleira mais baixa, por mais ou menos 7 minutos.

Depois de assadas, coloque o recheio de sua preferência. Aqui em casa já tivemos recheadas de beringela (idéia da filha salgadeira!), de tomate, de milho passado na manteiga, peito de peru com muzzarela, e até de azeite e zatar, um tempêro sírio maravilhoso!

Se quiser preparar com antecedência, pode empilhar, embalar e congelar. E se precisar, pode recongelar!

Uma idéia ótima para receber amigos com e sem crianças, sem sujar muita louça, e sem bagunça.

Só não descobri ainda como deixar preparada com o recheio. Será que alguma boa alma pode nos dar uma dica sobre isso?

Animo voce que lê esse artigo a fazer essa experiência!!!!

Se quiser fazer meia receita, só não altere a quantidade de fermento biológico. As outras quantidades, tudo pela metade.

Boas mini-pizzas para todos!

Anúncios
Esse post foi publicado em Dicas, experiências, Receitas e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Mini-pizza

  1. Olha, eu sou super suspeita para dizer que fiquei com água na boca, mas fiquei. Eu AMO essas suas receitas e dicas. Já virei adepta do molho de tomate cru para pizza, desde a outra postagem. Há meses. Tão bom!!!! Mas congelar com recheio, ainda não tenho o dom, haha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s